quinta-feira, 4 de novembro de 2010

AQUÁRIO MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE

A capital mineira possui hoje o maior aquário de água doce do País. O aquário tem aproximadamente 3 mil metros quadrados, e é o primeiro a retratar exclusivamente a vida na Bacia do São Francisco.

Resultado de uma parceria entre a Prefeitura e o Ministério do Meio Ambiente, as obras do aquário começaram em 2006, com a meta de promover a conservação da vida aquática do Velho Chico por meio de exibições dos ecossistemas e de sua interpretação, educação e pesquisa. Além disso o Aquário da Prefeitura de Belo Horizonte, configura-se como local para conhecimento de aspectos socioambientais e culturais das populações que ocupam as margens do Rio São Francisco.

O Serviço de Educação Ambiental da Fundação Zoo-Botânica será responsável por desenvolver e aplicar estratégias educativas junto ao público visitante, para que todos possam ser conscientizados a respeito da utilização da água e na preservação de uma das principais bacias hidrográficas brasileiras. Para receber os peixes, foi realizada uma sofisticada ambientação com pedras, areia e cascalho, pedaços de madeira curtidos, além de plantas aquáticas.

No aquário São Francisco (tanque maior), a cenografia conta com peças moldadas em resina e em fibra de vidro, e pintadas com tinta especial. Assim, os visitantes têm a impressão de ver a estrutura de níveis que compõem um leito de rio, inclusive com sua gradação de cores e texturas.

O aquário em detalhes

• 1.200 peixes de 50 espécies
• 22 tanques nos dois pavimentos com 1 milhão de litros de água.
• Espécies como pirambeba, piau-três-pintas, mandi prata, cascudo e surubim.
• Aquário São Francisco, com capacidade para 450 mil litros de água, representando um "braço" do Velho Chico, com uma cenografia que apresenta tanto a margem quanto o fundo do rio.
• Auditório, espaços para exposição de lúdicos, jardins, laboratório, lagoa marginal, lanchonete e lojinha.

O Aquário localiza-se no Jardim Zoológico (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha).


FONTE:

2 comentários: