quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

JOAN MIRÓ I FERRÀ – VIDA E OBRA – BREVE HISTÓRICO


 
"Gostaria de fazer algo além da pintura de cavalete, que na minha opinião é limitada, e encontrar uma forma de me aproximar mais, em termos de pintura, da enorme massa de seres humanos que sempre povoou meus pensamentos."



Pintor, escultor, gravador e ceramista espanhol. Um dos nomes mais importantes do surrealismo. Contemporâneo do fauvismo e do cubismo, Miró desenvolveu uma linguagem em relação à pintura muito livre e pessoal, envolvendo frequentemente telas coloridas e guache, sobre as quais pintaria então imagens infantis de pessoas, animais e coisas.

Joan Miró nasceu em Barcelona, na Espanha em 20 de abril de 1893 e em 1912, ingressou numa escola de arte em Barcelona, tendo no início grande admiração pela arte catalã primitiva e pelo trabalho do arquiteto catalão Antoni Gaudí. 
Sensível e intuitivo, Miró criou em sua pintura meios de expressão metafórica, trivial dos artistas dadaístas e surrealistas, o que o levou nas décadas de 1920 e 1930 a dedicar-se ao trabalho surrealista e simbólico. Aproximadamente em 1935, desenvolveu um estilo de pintura mais firme e mais plano que se manteve por grande parte de sua obra posterior.
Miró visitou os Estados Unidos pela primeira vez em 1947, porém foi um dos mais importantes artistas europeus a influenciar o desenvolvimento, já encaminhado na pintura norte-americana, com seus ensaios realizados durante a década de 1930.


Em 1954, ganhou o prêmio de gravura da Bienal de Veneza.
Em 1968 foi nomeado pela Universidade de Havard, doutor honoris causa  e em 1980 recebeu do rei Juan Carlos I da Espanha, a Medalha de Ouro de Belas Artes.

Joan Miró faleceu em Palma de Maiorca, Espanha em 25 de dezembro de 1983, deixando uma vasta obra caracterizada pelo uso de cores fortes e alegres e de formas dinâmicas, livres e bem-humoradas, que sugerem imagens vistas em sonhos. 


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
NORBERT Lyton, - O MUNDO DA ARTE – ARTE MODERNA – edição em língua portuguesa 1979 – Produção editorial – EXPED – Expansão editorial – composição, impressão e acabamento AGGS – industrias gráficas S.A. – pág 111 a 116
SUA PESQUISA.COM 
acesso em 01/12/10

2 comentários:

  1. gostei muito um grande artista que mais uma vez o mundo perdeu na década 80 infelizmente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade muito triste isso as pessoas deviam ser eterna...mais infelizmente nao são

      Excluir